Gripe suína mata obesos desproporcionalmente

Antes de escrever este texto saí em busca dos casos de óbito consequentes da gripe suína (H1N1) no Brasil, mas não logrei sucesso em descobrir se estas eram ou não obesas. Na verdade, só o que descobri foi que a primeira vítima era um caminhoneiro gaúcho de 29 anos e a segunda uma menina paulista de 11 anos de idade.

Continuar lendo Gripe suína mata obesos desproporcionalmente

A Dieta da Respiração

Talvez eu tenha escolhido um título meio sensacionalista ao falar em dieta da respiração para este texto, mas o fato é que pesquisadores da UCLA foram capazes de modificar geneticamente algumas cobaias que passaram a exalar o excesso de gordura de seus corpos, o que vai acabar, ao cabo de um indeterminado tempo, possibilitando a criação de um tratamento milagroso para doenças como diabetes, cardiopatias e — é claro — obesidade. Ou seja, as pessoas vão mesmo emagrecer apenas por respirar.

Continuar lendo A Dieta da Respiração

»crosslinked«

Três grandes bloqueios para perda de peso

Quem deseja qualquer coisa na vida, e o foco do nosso blog e emagrecer,sempre acaba encontrando obstáculos que podem vir a ser desde um pouco difíceis até intransponíveis. Na verdade, cada pessoa tem suas próprias características e para cada um as dificuldades serão diferentes.

Continuar lendo Três grandes bloqueios para perda de peso

Beleza não é apenas ser magra

Este é um post patrocinado.

Quando as pessoas que desejam muito emagrecer são perguntadas sobre suas razões, se forem sinceras umas poucas vão dizer que é porque estão com a saúde fragilizada pelo excesso de peso, algumas vão dizer que é porque estão impossibilitadas de levar uma vida normal, e a maioria vai dizer que é porque se sente feia.

Continuar lendo Beleza não é apenas ser magra

“Comida saudável” no cardápio pode induzir ao consumo de alimentos “proibidos”

Almoço árabe, com batatas fritas, salada (fattoush), húmus, baba ghanouj, etc

Se você está de dieta, preste atenção: a oferta de saladas e outros alimentos considerados “saudáveis” numa refeição pode triplicar sua propensão ao consumo de batata frita e outros alimentos considerados “proibidos”.

A conclusão é de pesquisadores que conduziu um experimento com um grupo de estudantes universitários americanos: ofereceram dois cardápios diferentes; o primeiro com batata frita, nuggets de frango e batata assada; o outro incluía os mesmos itens, bem como salada. Naturalmente a batata frita é facilmente percebida como sendo o menos saudável desses alimentos, mas a despeito disso, os alunos que pediram o segundo cardápio comeram três vezes mais batata frita do que os que pediram o primeiro.

Na verdade, é uma mostra do quanto nossos desejos mais profundos de busca pelo prazer por meio da comida pode jogar contra nossos interesses de manter uma dieta saudável.

É como se o fato de incluir a salada na refeição desse à mente a sensação de permissão para pedir aquele outro alimento que dá mais satisfação (a batata frita), porque, afinal, tem uma salada milagrosa ali!

Na verdade, não é possível dizer com exatidão por que este comportamento ocorre, mas é bom que saibamos que nosso inconsciente pode nos pregar peças, justamente para podermos escolher se queremos ser vítimas de comportamentos inconscientes ou se preferimos tomar as rédeas da vida para vivê-la de acordo com nossa vontade mais legítima.

Via: Lifehacker