Resolvido o enigma da obesidade

Pesquisadores da Universidade de Copenhague (citados neste artigo) finalmente resolveram o mistério da obesidade, ou seja, como emagrecer sem precisar reduzir a quantidade de alimentos ingeridos.

Obviamente, é preciso selecionar os tipos de alimentos, mas a equação parece ser simples: consumir alimentos com alto teor de proteínas (preferindo as carnes magras, é claro), laticínios e grãos com baixo teor de gordura e redução de ingesta de alimentos ricos em carboidratos, como batatas e trigo e arroz brancos (isto é, é melhor consumir alimentos integrais).

Tudo isso é muito bom, tudo isso é muito lindo, rápido e eficaz.

Continuar lendo Resolvido o enigma da obesidade

Encare a realidade: não há glamour em emagrecimento

A seção de saúde da CNN na internet mostra hoje o caso real de Tony Posnanski, que emagreceu 90,6 kg em dois anos.

Ele não utilizou pílulas dietéticas, batidas, desintoxicantes, nem alimento dos homens das cavernas, nem Twinkies (que o professor de nutrição usou; veja artigo anterior), nem muito menos junk ou fast food (as chamadas porcarias, lixo, ou comida rápida).

Ele usou uma regra básica: comer menos e movimentar-se mais.

Comer menos significou reduzir a ingestão de calorias diárias de 10.000 para 2.400. E uma coisa muito importante: ele parou de ingerir alimentos processados, e passou a comer frutas, verduras e carnes magras.

Ou seja, uma alimentação sem glamour, sem estrelismo, sem truques, simplesmente seguindo a lição básica de nossos pais, avós ou nutricionistas: coma verdura, crianças!

Trabalho duro, que garante sucesso a longo prazo.

Continuar lendo Encare a realidade: não há glamour em emagrecimento

Mudança Alimentar

Como vocês já devem ter percebido, escrevo regularmente artigos para este blog, que são textos de minha própria experiência com alimentação e exercícios, e convivência com educadores físicos, e também resenhas sobre pesquisas científicas publicadas em outros veículos de comunicação.

Continuar lendo Mudança Alimentar

Carne vermelha processada pode causar câncer de bexiga

Um artigo de Katrina Woznicki, do WebMD Health News, indica que conservantes de carnes vermelhas processadas, especialmente o nitrito, podem causar risco de câncer de bexiga nos consumidores desses produtos.

Continuar lendo Carne vermelha processada pode causar câncer de bexiga