Resoluções para o ano novo: começar dieta, emagrecer …

Neste final de ano, como em todos os anteriores, muita gente faz uma lista de suas resoluções para o próximo. E eu aposto que emagrecer está na pauta de uma infinidade de pessoas ao redor do mundo, pelo mesmo número de razões.

Não há nada de errado com isso. Até eu, que não sou gordo, estou tentando perder uns gramas, pois detesto ficar com qualquer sobrepeso.

E embora pratique exercícios regularmente, não sou nenhum atleta ou frequentador de academias pra ficar verificando índice de massa corporal, ou modelo pra ficar contando calorias.

No entanto, entendo e sei o quanto é difícil perder peso, por mínimo que seja.

Um dos motivos para isso ser tão difícil é o vício que temos em alguns alimentos e condimentos.

Eu parei de tomar bebidas alcoólicas e fumar, mas estou notando o quanto sou viciado em açúcar e sal.

Não consigo deixar de comer doces, nem de colocar umas pitadas a mais de sal na comida.

O máximo que consegui até agora foi trocar o açúcar branco pelo açúcar mascavo e mel.

E tentar reduzir a ingesta de sal (sódio) através da eliminação de alguns itens do meu cardápio, como carnes embutidas (salsichões, salsichas, salames, presuntos, etc), o que também diminui o consumo de conservantes, acidulantes e corantes artificiais.

Também evito o consumo de refrigerantes, especialmente os de cola e guaraná chamados diet ou light, já que possuem excesso de sódio, bem como macarrões instantãneos e salgadinhos industrializados (a Anvisa lançou um comunicado avisando sobre isso).

Mas, além de tudo isso, precisamos mesmo é trabalhar nossa auto-estima e auto-perdão, pois a não aceitação do que somos e fazemos é que cria tensões internas ou tristezas que acabam por nos levar ao desequilíbrio emocional, o que pode nos levar a compensar isso pelo excesso de comida.

Assim, é saudável cuidar do corpo conjugado com uma boa terapia, ou mesmo um trabalho interno de consciência de si e paciência pra enfrentar o que nosso caminho na terra nos proporciona.

Boas Festas a todos!

 

Que tal compartilhar este texto com seus amigos? É só clicar nos botões abaixo e divulgar!

Deixe uma resposta