Por que consumir peixe?

Todo mundo sabe que consumir peixe faz bem pra saúde. Não é preciso exaltar os benefícios da ingestão de frutos do mar (e alimentos oriundos de rios).

Mas você sabia que há muitos tipos de peixe que são super acessíveis para o bolso?

South Georgia Fish Fry by Old Shoe Woman.

O Globo Repórter do dia 11/09/2009, chamado Caminhos da Comida, mostrou alguns exemplos disso.

Como gosto de comer um peixinho de vez em quando, fui passear no Mercado Público de Porto Alegre outro dia para visitar as bancas de peixe. E comprovei o que já sabia e que foi veiculado na reportagem acima referida: há muito peixe bom e barato que podemos incluir em nossa alimentação.

Exemplos: tainha, corvina e pintado, todos na faixa de R$4,00 a R$6,00 o quilo (em Porto Alegre).

Ora, podemos então ter alimentação de primeiro mundo em nossa mesa, sem reclamar do preço. Ou esqueceram que os países com melhor alimentação do mundo são aqueles que tem peixe em seu cardápio?

Não que eu despreze nosso arroz com feijão, salada e bife ou ovo frito (que é por sinal minha alimentação mais freqüente, e que é, obviamente, melhor que a alimentação dos norte-americanos), mas podemos tranquilamente variar esse prato, fazendo um arroz, salada e peixe às vezes!

Dou inclusive aqui algumas dicas simples de como preparar esses tipos de peixe. A maneira tradicional e popularmente conhecida de fazer uma boa tainha ou corvina (ao forno) é simplesmente temperá-las com sal (a gosto), alho picado e limão (espremer o suco do limão sobre o peixe), deixar uma ou duas horas descansando no tempero e depois assar em forno quente por meia hora (ou um pouco mais, pra ficar bem sequinha). A mesma dica vale para o pintado e até mesmo filés ou postas de peixe, como de peixe anjo ou cação (numa variação desse tempero, adicionei o típico molho uruguaio, chimichurri, por cima, antes de assar, e ficou uma delícia).

Para quem quiser fazer o peixe cozido, pode picar bastante alho, refogar, e depois adicionar as postas de peixe e molho de soja (há muitos marcas disponíveis em qualquer mercado) e cozinhar (virando as postas com cuidado para não desmancha-las) até sentir que está no ponto. Sirva o peixe acompanhado de arroz branco e salada.

Quem vai dizer agora que comer bem custa caro?

É só deixar de ser preguiçoso, parar de ir sempre ao supermercado mais próximo, e dar uma passadinha no Mercado Público de sua cidade, que é onde você pode encontrar produtos sempre mais baratos.

Que tal compartilhar este texto com seus amigos? É só clicar nos botões abaixo e divulgar!

Deixe uma resposta