Inhame é uma delícia!

Inhame é um nome usado para se referir de forma comum a várias espécies de plantas que produzem tubérculos (caules arredondados abaixo da superfície da terra, a exemplo da batata-inglesa).

(Crédito: C Ford)

Para conhecer as espécies, visite esta página da Wikipedia (em inglês, yam, originado do português inhame ou de alguma palavra de origem africana com sentido de sabor ou comer).

O tubérculo conhecido como inhame é produzido por essas plantas como uma reserva de energia, geralmente amido, para sobreviver a períodos longos de seca. Esses tubérculos também servem como meio de reprodução, pelos brotos que produzem.

O inhame também é conhecido como cará, e vice-versa, pelo fato de haver várias espécies designadas pelo mesmo nome comum, como foi dito acima.

O mais importante é que inhame e cará são usados como alimentos e preparados da mesma forma.

O tamanho desses tubérculos varia muito, de centímetros e gramas a metros e quilos. Possuem casca que varia do rosa ao castanho escuro, parecendo casca de aipim ou mandioca.

O inhame é valorizado na culinária pelo seu paladar e nutrientes, além de estar associado à redução do colesterol ruim.

O inhame possui alto valor calórico e é rico em proteínas e em elementos tais como fósforo e potássio.

Mas o que interessa mesmo é que o inhame é uma delícia cozido, com manteiga, em forma de purê ou misturado a outros vegetais numa sopa e também como acompanhamentos de carnes e outros pratos salgados.

Lembre-se de procurar pelo inhame quando for ao mercado público de sua cidade ou à feira do bairro. E de moderar na ingesta, não abuse das calorias.

Que tal compartilhar este texto com seus amigos? É só clicar nos botões abaixo e divulgar!

Deixe uma resposta