Dicas para não engordar 5 quilos no fim do ano

Estava lendo algumas dicas para não engordar 5 quilos com a ceia de Ação de Graças, da Bonnie Morrissey, e percebi que, mesmo que não tenhamos o costume de fazer a ceia de Ação de Graças no Brasil, temos, obviamente, as festas de fim de ano.

E estas festas são fartas em alimentos que vão pesar depois no corpo e até na consciência de quem passa dos limites (para quem tem o olho maior do que a barriga, como se diz; conheço bem esse vício da gula).

Além disso, há o risco de se pegar uma infecção estomacal ou intestinal pelo fato de estarmos em pleno verão, e o calor fazer misérias com alguns alimentos, especialmente os que contém maionese, e outros que precisam estar em baixa temperatura (eu mesmo já fui parar no pronto-socorro depois de comer demais numa ceia de Natal e não ter tido os cuidados devidos com alimentos fora da geladeira, e tive que ficar à base de água, frutas e remédios, enquanto a galera se esbaldava numa festa de formatura logo depois dos festejos natalinos).

Mas vamos às dicas e cuidados com a alimentação nas comilanças de fim de ano:

  1. coma carne de peru e outras aves, sem problemas, mas evite a pele, que tem muita gordura;
  2. evite molhos engordurados;
  3. coma verduras à vontade, mas evite aquelas cozidas na manteiga;
  4. beba água ou sucos; evite refrigerantes, pois já foi noticiado que as bebidas de baixo teor ou zero açúcar contém excesso de sódio;
  5. pegue leve nos carboidratos: coma uma ou duas porções, no máximo; não vá misturar arroz, feijão (ou grãos em geral), massa e purê de batata no mesmo prato;
  6. vá devagar na sobremesa também; uma porção média ou duas pequenas de sabor diferente;
  7. domine o aminoácido da carne de peru, que produz cansaço: uma caminhadinha depois da refeição ajuda; é melhor do que se jogar no sofá para uma soneca;
  8. eu sei que é difícil, mas tente escapar das sobras do jantar no dia seguinte; faz bem pro organismo;
  9. coma por prazer, e não por ansiedade; toda vez que pintar a ansiedade, respire, recupere a calma, e lembre-se que você come para viver e não vive para comer;
  10. divirta-se, e não deixe de manter seus exercícios regulares.

 

Vocês devem ter notado que não mencionei bebidas alcoólicas. É por um simples motivo: eu parei de ingerir bebidas alcoólicas há mais de um ano, portanto, nem incluo na minha lista; tomo apenas água, sucos, e alguns refrigerantes, cada vez menos (evito sempre que posso, troco por suco, até porque o preço é o mesmo).

 

 

Que tal compartilhar este texto com seus amigos? É só clicar nos botões abaixo e divulgar!

Deixe uma resposta