mulheres dança praia

Dançar é exercício físico e descontração mental

Sempre que me perguntam por que motivo eu danço, a resposta é pretensiosamente ampla: danço porque me faz bem, porque me dá prazer, para fazer uma atividade física, para relaxar mentalmente, para fazer novas amizades, para conhecer pessoas.

E danço espiritualmente também, pois a dança me liga ao meu estado de alma.

Dançar movimenta mais músculos que fazer uma atividade de caminhada ou corrida, por exemplo.

Foto: Fran Hogan

Mobilizamos articulações, músculos, fortalecemos ossos. Soltamos a imaginação, as emoções, as dores retidas nas tensões diárias.

Dançar em grupos, nas aulas de dança, por exemplo, aumenta nossa receptividade ao convívio social.

Dançar em casal proporciona maior afinidade, além de ser um ótimo teste de harmonia para quem está se conhecendo.

A dança de salão é uma referência para promover encontros, afinal, nesta modalidade de dança, o homem se mostra parceiro, prestativo, seguro, e sensível.

Enquanto a mulher mostra sua receptividade, atenção, sensibilidade, postura, leveza e charme. Havendo comunicação entre o par na dança, possivelmente estas qualidades também se revelarão na relação a dois.

 

Outras danças servem também para objetivos bem específicos, como é o caso da dança do ventre, que desenvolve, ou melhor, desvenda a feminilidade, a fertilidade, além de fortalecer músculos, articulações, ossos … além disso, promove a autoestima e a desinibição e é uma dança muito sensual.

 

Então, “bora” dançar!!!

 

Procure uma dança na qual se sinta curioso e à vontade, e que aguce sua sensibilidade. Dependendo do objetivo – gasto calórico, fortalecimento muscular e articular, soltura, relaxamento, postura … pode-se escolher uma ou outra modalidade.

 

Experimente, permita-se!!!

 

A dança tem sido utilizada para os mais variados objetivos e não tem deixado a desejar.

*

Artigo escrito pela Educadora Física Josemara Machado.

Que tal compartilhar este texto com seus amigos? É só clicar nos botões abaixo e divulgar!

Deixe uma resposta