Cientistas identificam enzima que nos torna gordos

Entrance to the Medical Center at Duke University
Entrada do Centro Médico na Duke
University — Imagem via Wikipedia

Pesquisadores da Duke University Medical Center conseguiram bloquear em ratos uma enzima chamada CAMKK2 e observaram nas cobaias diminuição de apetite, perda de peso e melhorias na capacidade do corpo em lidar com os níveis de açúcar no sangue. A droga testada evitou também que a gordura se depositasse no fígado e na musculatura esquelética.

A notícia é animadora, pois permite vislumbrar a possibilidade de desenvolvimento de novas drogas que efetivamente controlem a obesidade, ao invés de tentar controlá-la pela moderação artificial do apetite ou compensações outras.

Enquanto essas novas drogas não chegam, a gente segue lutando contra a balança, de preferência sem tomar medicamentos, e se for para fazê-lo, sempre com acompanhamento médico adequado. Nada de querer comprar sibutramina sem receita! E se perguntarem pra mim com se faz isso, vão levar esculacho na cara.

Fazendo uma confissão aos meus leitores: o meu pior hábito alimentar hoje é passar longos períodos sem comer nada, ontem mesmo foram 12h entre uma refeição e outra. Isso é suicídio. Precisamos comer mais freqüentemente, em pequenas quantidades, para acelerar o nosso metabolismo preguiçoso.

Via: O Velho

Que tal compartilhar este texto com seus amigos? É só clicar nos botões abaixo e divulgar!

Deixe uma resposta